Buscar

CARCINOMA DE ANEXOS CUTÂNEOS

Atualizado: Fev 4



Já ouviu falar em anexos cutâneos? São as glândulas que produzem suor e o óleo natural da pele, além dos folículos pilosos que produzem os pelos e cabelo.

E sim, infelizmente, podem ser sede de tumores malignos! Bastante raros, ainda bem! Podem dar metástases caso não sejam tratados precocemente…

O mais estudado deles é o carcinoma sebáceo, localizado principalmente na pálpebra. Bastante raro - no Reino Unido, por exemplo, foram diagnosticados menos de 700 casos entre 1999 e 2008.


Os principais fatores de risco são:

• Tumores de pele benignos prévios

• Exposição à radiação

• Síndrome de Muir Torré - nessa síndrome genética os pacientes têm tumores sebáceos de pele e múltiplos pólipos no cólon, além de maior risco de câncer no trato genital e gastrointestinal. Assim, caso haja o diagnóstico desse tumor deverá ser feito aconselhamento genético.



A maior parte dos pacientes terá um nódulo firme, indolor, geralmente amarelado, na pálpebra (local mais comum, 75% dos casos) ou na pele da região de cabeça e pescoço, genital e do tronco.


O tratamento pode ser feito com cirurgia (sempre!) e radioterapia, a depender da localização e tamanho do tumor, se existe metástase e a saúde geral do paciente.

Já tinha ouvido falar em anexos cutâneos?


Dra Olivia Grimaldi👩🏼‍🔬

Patologista, citopatologista

CRM-SP 120092

RQE 47796 e 47796-1

#aspirandosaude #secuide #procureumespecialista #patologia #citopatologia #paaf #cancer #dermatologia #dezembrolaranja

29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo